Largo de São Sebastião fotografado em 50mm

O Largo de São Sebastião é um dos pontos turísticos mais visitados e fotografados em Manaus. É composto por monumentos históricos como a Igreja de São Sebastião, o Palácio da Justiça, o Monumento de Abertura dos Portos e o Teatro Amazonas. No entorno existem também algumas casas cujas fachadas foram preservadas, bares e restaurantes.

É tudo muito bonito e por isso é tão fotografado por turistas e pelos fotógrafos manauaras. Basta colocar o termo “Largo de São Sebastião – Manaus” no Google para aparecerem milhares de fotos em todos os ângulos possíveis. A grande maioria delas procura mostrar os monumentos por inteiro, principalmente o Teatro Amazonas.

Ainda como resultado do curso do Rodrigo Tomzhinsky, quando fomos desafiados a registrar o Largo de uma forma original, fiz uma seleção de fotos feitas com a lente 50mm, que, teoricamente, não seria a ideal para fazer fotos no local.

A 50mm me forçou a fazer cortes de detalhes que caracterizam a arquitetura e o ambiente do Largo sem mostrar as construções por inteiro. As fotos foram feitas em aberturas de f/1.8 e 2.8, ISO 100 e velocidades variáveis.

blog de fotografia amazonas
Torre da igreja de São Sebastião.
Largo de São Sebastião, Manaus, Amazonas
Torre da igreja emoldurada pelas copas dos oitizeiros.
10042016-_MG_2858
O mosaico de pedras portuguesas brancas e pretas que fazem referência aos Rios Negro e Solimões, e, serviu de inspiração para o calçadão da Praia de Copacabana no Rio de Janeiro.
10042016-_MG_2856-2
Ambulante que passava pelo local. Editei essa foto em preto e branco também, para ver clique aqui.
10042016-_MG_2827
Copa dos oitizeiros (Licania tomentosa – Chrysobalanaceae) que compõem a arborização do Largo. Por causa do ângulo da foto estão evidentes as faces abaxiais das folhas que são mais claras… pode não fazer muito sentido pra você, mas antes de ser fotógrafa eu sou professora de morfologia vegetal e arborização urbana :D, esses detalhes me encantam!
10042016-_MG_2814
Close na fachada do Teatro Amazonas.
10042016-_MG_2853
Uma das janelas da lateral do Teatro Amazonas.
10042016-_MG_2819
Janela de um dos casarões que tiveram as faixadas preservadas.

10042016-_MG_2860

Adorei esse quadro de um dos restaurantes do Largo onde os visitantes de várias partes do mundo colocam um alfinete no seu lugar de origem. Super criativo e decorativo, como o espaço entre o quadro e as mesas era muito pequeno não consegui fotografá-lo por inteiro.

10042016-_MG_2862

Queria saber sua opinião sobre as fotos, é possível saber onde elas foram tiradas? Lógico, para quem conhece o Largo de São Sebastião…

Obrigada por chegar até aqui!

As plantas ornamentais da D. Cataléia

Quando as pessoas passam por Rio Preto da Eva conhecem apenas uma pequena parte da cidade que é composta pelo comércio, cafés regionais e o balneário municipal. Mas existem outros lugares e atividades que agradam a variados perfis turísticos. Hoje visitei o sítio Liberalino, mais conhecido como sítio da Dona Cataléia, uma senhora muito simpática, moradora antiga e produtora de plantas ornamentais encantadoras. Lógico que aproveitei para fazer umas fotos…

09022016-_MG_0864
Algumas fotos foram feitas com a 20 mm e outras com a 50 mm em aberturas variando de f/2.8 a 3.2. Eram 10:00 da manhã e o sol estava a todo vapor, mas o viveiro é coberto com um plástico fosco – um excelente difusor  – uhulll \o/

09022016-_MG_087609022016-_MG_090309022016-_MG_090209022016-_MG_0874

09022016-_MG_0872
Alguns fotógrafos não apreciam o foco do assunto que está em segundo plano, o que não é o meu caso! Eu faço esse tipo de foco intencionalmente e gosto que pareça justamente que tinha coisa na frente mas eu estava olhando para o que tinha atrás.

09022016-_MG_087709022016-_MG_0898

09022016-_MG_0901
Comprei esse cacto pra mim <3!

09022016-_MG_087909022016-_MG_0873

09022016-_MG_0889
Flor do mureru – uma planta aquática (aqui cultivada numa caixa d’água)

09022016-_MG_0911

O sítio da D. Cataléia fica no Ramal do Baixo Rio, Km 3,5 – margem direita. Este ramal fica quase em frente à estação da Amazonas Energia na AM 010, alguns metros antes da rodoviária. A D. Cataléia mora no sítio e está sempre recebendo visitas, inclusive aos finais de semana e feriados. Também comercializa mel de abelha puro.

Amei ver tanta variedade de cores e texturas!