O que eu espero da fotografia em 2017

As all we know, 2017 chegou baby! Já faz algum tempo que eu deixei de fazer planos mirabolantes para o ano novo, continuo fazendo planos, sim, claro, a vida não pára, mas, minhas expectativas são bem mais realistas atualmente.

Em 2016 as oportunidades fotográficas foram maravilhosas. Particularmente, foi um ano bem difícil pra mim na vida pessoal e profissional, por isso a fotografia sempre aparece meio que como uma salvação. Meu maior presente foi o nascimento do meu sobrinho, e a felicidade de poder registrar seus primeiros dias entre nós ❤ .

A bíblia me ensinou que dificuldades são grandes oportunidades de aprendizado, estou ainda no processo de entendimento das coisas que aconteceram e que acontecem comigo e de que forma eu posso usar isso em meu favor. A primeira coisa que ficou bem clara é que minha vida precisa de mudanças. Desde muito nova trilhei um caminho e segui de forma determinada nele, alcancei todos os meus objetivos, mas, infelizmente, ainda não me encontrei profissionalmente, o que quero dizer é que eu ainda não estou vivendo do que me satisfaz, como milhões de pessoas eu estou trabalhando no meu emprego atual apenas pelo salário, pois preciso me sustentar.

Não sou o tipo de personalidade movida pelo dinheiro. Busco sempre excelência e realização pessoal, também preciso de reconhecimento e a minha carreira acadêmica não tem me proporcionado essas necessidades fundamentais. Há alguns meses fui diagnosticada com Transtorno Misto de Ansiedade e Depressão e Síndrome do Pânico, cheguei no fundo do poço, no nível de não conseguir mais sair de casa em alguns dias. Precisei pedir afastamento do trabalho e iniciar um tratamento que vai durar bastante tempo. O meu estilo de vida sedentário e a carga horária de trabalho me renderam uma Discopatia Degenerativa na lombar, após fisioterapia e remédios, preciso cuidar melhor da minha forma física também.

Mente e corpo não estão sãos, inicio 2017 com o desafio de mudar! Não é nada fácil quando você depende inteiramente de si mesma, tem responsabilidades financeiras e vive longe da família. Mas aqui estou, e, ainda que no meio da cortina de fumaça, planejando empreender e fotografar bastante daqui para frente. Acima de tudo tenho a certeza que Deus tem tudo sob controle e que eu tenho que ser eu mesma! Anseio desesperadamente por liberdade de ação e pensamento e pelo direito de ir e vir.

Em 2016 eu criei o blog, fiz o curso do Tom, participei da 1ª Oficina Mirrorless Brasil em São Paulo, troquei de equipamento e me descobri retratista! Também realizei vários pequenos projetos, dentre eles o 6 on 6, com posts mensais. Desde a concepção da ideia eu sabia que não conseguiria realizar um projeto que exigisse mais que um post mensal por causa da minha rotina de trabalho, fiquei muito feliz em conseguir executar com fidelidade e finalizar com sucesso!

Existem vários tipos de projetos fotográficos periódicos, acompanhei dois fotógrafos especialmente que se desafiaram a postar todos os dias! Os incríveis Renato d’Paula e Ricardo Kühl. O primeiro acompanhei pelo Instagram (@renatodpaula) e já falei dele aqui pelo blog por que ele faz lifestyle de família e eu amo esse estilo de fotografia, o Renato fez um projeto chamado #isababe365. O segundo acompanhei pelo Facebook, o Ricardo compartilhou o Projeto 2016, cujo objetivo era postar uma foto autoral por dia. Essas duas pessoas me inspiraram fortemente e eu decidi que em 2017 farei um projeto semelhante.

Como uma maravilhosa coincidência do destino as meninas do A beautiful mess lançaram o projeto everyday photography, que consiste em fazer fotos diárias com um tema pré-estabelecido. Além das fotos elas estimulam o art journaling e eu vou tentar fazer também! Começo hoje (dia 01/01/2017) a buscar enxergar as fotos do projeto, I’m so excited! Quando for possível eu vou postar no Facebook, mas como eu sei que nem sempre vou conseguir, vou publicar o post semanal com todas as fotos.

Então, como eu já falei no começo da conversa, não quero me encher de planos e tarefas que possam de alguma forma me estressar caso eu não consiga fazer, mas buscar ter prazer no comprometimento da realização.

Espero aprender a usar melhor a câmera do celular, que eu considero meu ponto fraco fotográfico, tem gente que faz cada foto maravis e eu sou tipo a coisa mais comum do mundo, acho todas as minhas fotos de celular muito eca. Estou aqui pensando se essa não seria uma ótima razão para trocar de aparelho, né não? 🙂

Tenho sérios problemas de perfeccionismo com meu feed do Instagram, fico babando pelos feeds harmônicos do pessoal das fotos brancas, mas tenho que me convencer que eu não sou assim. Como eu quero ser cada vez mais eu mesma nas fotografias, preciso deixar de ser tão crítica com a minha organização. Espero conseguir harmonizar sem paranoia.

Por falar em instagram, quem me segue (@_ianegomes_) viu que postei o livro do Juliano Coelho que chegou pra mim. Um sonho para realizar este ano é fazer uma das oficinas dele, pois sei por ótimas referências que este curso muda a gente mesmo. Retratar é algo indescritível e eu quero planejar melhor meus ensaios, ainda que em menor número espero que cresçam em qualidade. Também pretendo voltar a postar em inglês, mais como uma ferramenta para gerar mais visualizações, pois o povo que vem do Pinterest, por exemplo, faz as buscas em inglês.

Para minha surpresa, este blog bebê que faz um aninho neste mês de janeiro, teve 11.777 visualizações em 2016, 6.881 visitantes de 36 países diferentes. Isso me faz querer continuar.

Me perdoem se falei demais, acho que estava acumulado 🙂 . Espero contar com a sua visita e colaboração mais este ano, volta sempre, tá bom? Comenta o que você achou dos planos e me conta os teus, sou toda ouvidos (olhos).

Obrigada por chegar até aqui!

2 comentários em “O que eu espero da fotografia em 2017

  1. Estamos em harmonia com os planos pra 2017! Quero fotografar mais, ler mais, aprender mais 🙂 ❤ E projetos também! Tenho algumas ideias e os seus me deram tantas outras ❤

    Esse post meu deu ainda mais ânimo, mesmo com a limitante do meu horário de trabalho, além do fato de que não posso levar minha câmera (política de segurança da informação da empresa), o que me faz pensar em aproveitar todo o tempo disponível! 😀

    Adoro o seu blog e muito por conta disso quero começar um também! Obrigada por sempre me incentivar.

    Queria saber mais sobre como você vai desenvolver o "everyday photography" 😀

    No mais, espero estar sempre acompanhando e comentando por aqui. Conta comigo 🙂

    H.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s