Minha mudança para o sistema mirrorless Fujifilm

Quem me acompanha há algum tempo deve ter visto que troquei de equipamento. Não foi algo repentino, desde o começo do ano, quando fiz o curso do Rodrigo Tomzhinsky e conheci mais de perto as câmeras Fujifilm, comecei a planejar este próximo passo.

É difícil explicar a mudança sem contar um pouco da minha breve história na fotografia, então, só para contextualizar, comecei a fotografar em agosto de 2014 com uma Canon T3 Rebel, um modelo de DSLR bem básico, uma câmera de entrada como chamam por aí. Não tinha nenhuma pretensão além de fazer fotos com o “fundo embaçado” para o blog que eu tinha na época e de fotografar minha sobrinha. Comprei por que um amigo estava vendendo e fez um preço excelente, inicialmente fotografava apenas com a lente do kit, a 18-55mm.

Em 2015 fiz vários cursos, comprei outras lentes da Canon para fotografar de longe, de perto, de todo jeito, comprei tripé, filtros, flash, rebatedor, mochila, disparador remoto, acessórios para cenários (isso sem falar nos livros!) e tudo o que me permitisse experimentar os mais variados tipos de fotografia. Hoje não uso quase nada, mas não me arrependo por que eu precisava testar para aprender e para descobrir meu próprio estilo fotográfico.

Nesse meio tempo a fotografia assumiu um papel muito importante na minha vida, virou minha segunda profissão e um caminho sem volta. Passei a andar com a mochila lotada com boa parte desse equipamento por que sempre poderia aparecer uma oportunidade de fotografar, e realmente aparecia, mas percebi também que isso fazia muito volume no carro e que chamava a atenção quando saía para fazer street, isso passou a me desagradar.

Com quase dois anos fotografando ficou claro que eu precisava fazer upgrade da T3 para um corpo melhor. Nem pensei em full frames ou algo muito longe da T3 por que, gente, realmente o que importa é o fotógrafo, sério mesmo. Só que não dá para evoluir tecnicamente e “ficar parado no tempo” com relação ao equipamento. O fato é que comecei a desejar lentes mais claras, perseguir o bokeh perfeito e a melhor qualidade no arquivo entregue, etc… a tendência era comprar uma Canon 70 D ou similar.

Foi quando conheci a Fuji, a qualidade das imagens me impressionou, o tamanho compacto e a presença de algumas funções que a Canon não tem (pelo menos não nas que eu poderia comprar) realmente balançaram o meu coração. Estava decidido, eu me tornaria uma fujilover! Com as dicas da Thaís e do Tom, consegui escolher qual seria minha nova câmera e novas lentes. Foi por intermédio deles também que conheci uma nova comunidade de fotógrafos, todos apaixonados pelo sistema mirrorless, que fizeram com que eu me sentisse parte de um grupo (literalmente, considerando o grupo do whatsapp!).

A princípio não foi uma decisão fácil, eu só sabia o que era fotografar com um tipo de câmera e fiquei apreensiva de não me adaptar, além de ter que comprar lentes novas. Não fosse a real qualidade das fotos da Fuji vindas de um equipamento mais compacto e leve, acredito que teria continuado com a Canon.

Fujifilm X-T10 mirrorless

E o que é melhor na Fuji? O que é sistema mirrorless? Como este post não é um review e a web tem muito conteúdo bacana explicando a diferença entre os sistemas DSLR e mirrorless, vantagens e desvantagens, etc, sugiro a leitura deste post e deste.

O modelo da câmera que comprei é uma Fujifilm X-T10, sobre ela e as lentes que estou usando atualizei o menu what is in my bag, lá tem alguns links para artigos com informações mais técnicas. A X-T10 tem uma certa semelhança com as DSLR, tem o visor articulado, que é algo que eu gosto muito, e tem a versão silver, um charme que também faço questão. Em poucas horas de uso eu já estava adaptada e não tive nenhuma dificuldade em termos de menus e funções, achei tudo muito intuitivo.

Na hora de fotografar, a principal diferença que senti em relação à minha Canon, foi na fotometria. Zerar o fotômetro na Fuji tende a superexpor, como eu tenho fotografado basicamente em f/1.4 é possível que a claridade da lente justifique essa sensação. Já tinha ouvido alguns usuários dizendo que sempre fotografam subexpondo um ponto e tenho feito isso, na Canon normalmente eu faria o contrário. Outra mudança é que tenho feito algumas fotos visualizando no LCD, como a Fuji é super silenciosa e está configurada para não não fazer barulhinho nenhum, tenho usado o LCD para pegar momentos de descontração das modelos e ângulos diferentes. Isso tem feito diferença e já até ouvi a pergunta: “Você está fotografando? Eu não estou ouvindo nada!”.

Uma outra maravilha da Fuji são os filmes. Meus preferidos até agora são o PRO Neg. Std, que permite retratos com gradação suave de tons de pele e o Monocromático + Filtro G, que transforma em preto e branco também suavizando tons de pele. Fiz o ensaio da Tays usando este último.

Falemos sobre os arquivos e a edição. O arquivo raw da Fuji tem o dobro do tamanho dos arquivos da minha Canon. Acho que por vir com mais informações eu esteja sentindo diferenças na edição. Indiscutivelmente as fotos da Fuji são mais contrastadas, acho que passei a editar menos, sabia? Quase não mexo na exposição, o cuidado com o clarity ficou ainda maior, vibração e saturação -raramente- e passei a ter mais controle das cores, mas isso se deve ao fato de ter aprendido mais sobre edição também. A exportação em JPEG sofre um sensível aumento nos contrastes, e, sobre isso, se alguém souber me explicar como conseguir uma exportação mais fiel, espero que me conte nos comentários e agradeço a ajuda!

Fotos na rua eu só fiz uma vez até agora, realmente a Fuji é menos observada que uma DSLR com uma lente grande e uma alça em torno do pescoço! Mas por ser retrô e ter detalhes prateados, olhos mais atentos serão atraídos inevitavelmente.

Fujifilm X-T10 mirrorlessFujifilm X-T10 mirrorless

Se existem desvantagens na Fuji? Sim, lógico! Tudo o que falei até agora é fruto da minha experiência pessoal, usar o sistema mirrorless é apenas uma opção e foi a minha escolha neste momento. No entanto, encontrei mais vantagens que desvantagens e foi isso que norteou a minha escolha. Se eu puder enumerar o que encontrei de desvantagem até agora, a sequência seria a seguinte:

  1. A dificuldade de comprar e vender. Não existe ainda uma loja que venda as mirrorless da Fuji aqui no Amazonas, não sei nem se no norte. As opções são as lojas virtuais ou grupos de classificados de fotografia, então tudo vai demorar pra chegar e corre os riscos do transporte. Escolhi comprar de segunda mão diretamente da primeira usuária (Thaís!), mas se não fosse possível eu iria esperar ir em São Paulo pra comprar.
  2. A bateria dura menos. Ainda mais usando o LCD com mais frequência, mas isso nem chega a ser uma desvantagem pra mim, comprei duas baterias extras e elas não fazem peso a mais, eu troco se for necessário e está resolvido. Esse “dura menos” só é por que a da Canon dura mais, mas eu consigo fazer um ensaio inteiro com uma bateria.
  3. Se der algum problema nela aí eu tenho realmente um problema! Sem lojas, sem assistência técnica! Não sei o que terei que fazer… espero que nada aconteça.

Então é isso! Tem sido uma ótima nova fase. Quando acontece alguma mudança na minha vida, mesmo que seja simples, eu lembro da minha história do tênis… eu tinha apenas um tênis que servia para tudo, ir à escola, academia, passeios, tudo! Eu gostava muito dele por que não tinha cadarços e não pretendia trocar. Mas um dia descolou o solado, pedi para o meu avô consertar várias vezes até que chegou num ponto que não dava mais. Relutantemente comprei um tênis novo e com cadarços. E me arrependi de não ter trocado de tênis antes! Tudo no tênis novo era melhor. Foi assim que passei a buscar mudanças periodicamente em muitos aspectos da vida. Trocar de câmera foi mais uma dessas mudanças positivas!

Vou colocar aqui os links para os ensaios que já fiz com a Fuji!

Yancka Barroncas (@yanckabarroncas)

Tays Leal (@taysleal_cypris)

Oficina do Klayfe em Paranapiacaba

Oficina do Mateus em Paranapiacaba

Obrigada por chegar até aqui!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s