I Oficina Mirroless Brasil – eu fui!

No período de 15 a 17 de agosto estive em São Paulo para participar da primeira Oficina Mirrorless Brasil que foi promovida e organizada pelo Namour e pelo André, ambos fotógrafos que usam câmeras Fuji. O Namour é uma espécie de embaixador da marca aqui no Brasil, o que a Fuji chama de x-photographer. Tive dificuldade para escolher sobre o que escrever primeiro depois de tanta coisa boa que aconteceu, então decidi fazer uma série de posts.

Tudo começou com a minha decisão de aderir ao sistema mirrorless alguns meses atrás quando fiz o curso do Tom (tem um post sobre o curso aqui) e ele me explicou as vantagens de utilizar essas câmeras, desde então pesquisei bastante sobre os modelos, preços, vantagens e desvantagens e vi que a Fuji atenderia vários dos meus anseios, o que coincidiu com a época que eu havia planejado fazer upgrade do meu equipamento. Foi também por meio do Tom e da Thaís que eu fiquei sabendo da oficina, passei a acompanhar o trabalho de alguns fotógrafos que estariam no evento e comecei a planejar a minha participação.

I Oficina Mirrorless Brasil
Fotógrafos e modelos.

Oficina Mirrorless Brasil Paranapiacaba 2016

I oficina mirrorless Brasil 2016
Participantes da I Oficina Mirrorless Brasil 2016 (Foto: André Martins)

O lugar escolhido para a realização do evento foi  Paranapiacaba, uma vila pertencente ao município de Santo André, São Paulo. Eu nunca tinha ouvido falar nesse lugar antes e sobre isso eu vou deixar para falar especificamente em outro post. Em Paranapiacaba nossa base foi o Clube União Lyra Serrano, um prédio de madeira construído na década de 1930, mas que parece ter sido feito especificamente para fotógrafos ávidos por ensaios utilizando luz de janela. Lá nos reunimos para as instruções gerais, socialização e ponto de partida para as oficinas externas, algumas práticas também foram realizadas no teatro do clube.

I Oficina Mirrorless Brasil 2016I Oficina Mirrorless Brasil 2016

16082016-DSCF9144
Álbuns com o trabalho dos fotógrafos que ministraram as oficinas confeccionados na Viacolor, uma das parceiras do evento.

Na manhã do primeiro dia, recebemos as boas vindas e os fotógrafos convidados para ministrarem as oficinas fizeram pequenas apresentações sobre seus trabalhos e suas biografias. Em seguida nós (os alunos) fomos divididos em dois grupos, cada grupo ficou com um fotógrafo, assim nós pudemos fazer duas oficinas por dia, cada grupo com um fotógrafo, pela manhã e pela tarde. Embora a oficina tivesse como objetivo reunir o grupo de pessoas que adotou o sistema mirrorless, estava aberta também para usuários DSLR.

Estava super ansiosa para fazer as oficinas do Klayfe Rohden e do Mateus Lunardi Dutra, admiro e me inspiro nos retratos deles e sabia que seria uma experiência importante para melhorar a minha fotografia. Também fiz a oficina da Thaís Tabosa e do Rodrigo Tomzhinsky, igualmente enriquecedora. Como eles estão de mudança para o Canadá, talvez eu já não tenha a oportunidade de uma aula dessas tão cedo. Sobre estas oficinas, elas renderam fotos incríveis que merecem posts individuais, pelo jeito vou passar o mês todo falando sobre isso 😀

15082016-DSCF9811
Klayfe Rohden

I Oficina Mirrorless Brasil 2016

I Oficina Mirrorless Brasil 2016
Mateus Lunardi

As oficinas foram de muita prática, éramos instruídos com relação às poses e como dirigir as modelos, conforme a metodologia de cada fotógrafo. Uso da luz natural em ambientes internos e externos, ângulos e enquadramento foram as principais lições.

Não foi fácil chegar lá mas estou muito satisfeita de ter participado e aprendido tanto. Ser uma grande fotógrafa é o que eu estou buscando e para isso preciso sair da minha zona de conforto – literalmente. Conheci grandes profissionais e eles me conheceram. Dei mais um passo na realização do meu sonho. Para ter uma noção do que rolou lá vejam estes dois vídeos do André:

De acordo com a organização, haverão próximas edições desta oficina em outros lugares do Brasil. Aos que desejam se aprimorar na arte de retratar pessoas, fica a dica! Vou deixar aqui os links para que vocês possam conhecer o trabalho desses profissionais fantásticos:

Mateus Lunardi

Thaís e Tom

Klayfe Rohden

André e Vera

Namour Filho

Danyel Monteiro

2 comentários em “I Oficina Mirroless Brasil – eu fui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s