Sobre a minha fotografia

(About my photography)

Estive pensando que fotografia deve ser um tipo de vício. Cheguei a esta conclusão por que quando não estou fotografando estou planejando fotografar, organizo toda a minha rotina em prol daquele tempinho livre para fotografar, tenho um caderno com a lista dos projetos fotográficos que vão surgindo na minha mente e que eu anoto com medo de esquecer, imagino ensaios fotográficos para as pessoas que eu conheço, e, há cerca de um ano, estudo algum assunto relacionado à fotografia e edição quase todos os dias. Eu nem consigo imaginar uma viagem se ela não for me proporcionar oportunidades fotográficas.

Vivendo a fotografia tão intensamente e me deparando com tantos estilos diferentes demorei um pouco para descobrir que fotografia eu gosto de fazer. É fácil se perder com tanta boa influência, existem fotógrafos fantásticos para se inspirar e dá vontade de testar todas as técnicas e estilos.

29092015-_MG_7034
A maioria das pessoas faz selfie, eu faço shoelfie. Esses pés estavam sobre o Jardim Botânico de Curitiba e sob uma araucária. Eu sempre quis conhecer esta árvore que só existe no sul do Brasil, esse dia foi muito feliz e eu fiz muitas fotos, mas essa mostra bem onde eu estava.
19042015-_MG_1405
Mãos da minha avó. Precisa dizer mais alguma coisa? ❤
10032016-_MG_1354
Eu tentando fazer ganache de chocolate… e não prestou. Só as fotos me salvam!

Ainda não cheguei nem perto de testar tudo o que tenho vontade, mas hoje já me conheço um pouco “fotograficamente”. Inicialmente achei que iria fotografar a natureza, influenciada pela minha profissão. De fato eu tenho um olhar especial para as plantas e gosto de mostrá-las em detalhes mas parei de enxergá-las cientificamente e comecei a ver beleza e arte. O que não imaginei que fosse gostar é fotografar pessoas.

08022016-_MG_0845
Flores da entrada da casa da minha mãe após uma chuva e com as gotas ainda caindo das pétalas.

19082015-_MG_5449

28092015-_MG_6836
Flores do jardim de um hotel que me hospedei e gostei muito. Tenho um projeto pessoal em andamento que se chama “flores sem cores” que nasceu desta fotografia.

Seja uma paisagem ou uma fotografia macro, seja em cores ou preto e branco, descobri que gosto de fotografar momentos. Gosto de fazer fotos que contem alguma história, que remetam a alguma lembrança, que sejam realmente um registro. Os ensaios em especial são uma oportunidade ímpar de registrar determinado momento da vida de uma pessoa ou de um grupo de pessoas. Depois daquele instante nada mais é o mesmo, a criança cresce, as pessoas engordam e emagrecem, envelhecem. A comida acaba. A paisagem se modifica.

Embora perfeccionista, não gosto de fotografar tudo arrumadinho quando a foto envolve pessoas, se elas soubessem como ficam bonitas quando agem com espontaneidade não fariam tantas poses sem sentido. Eu prefiro o natural.

04072015-_MG_3910
Minha mãe e minha sobrinha. Amo essa foto, a luz, a água, o momento e as pessoas.
19082015-_MG_5496
Minha modelo número um, com fome, esperando um sanduíche com sorvete (pedido que ela fez) no Bob’s.
23012016-_MG_0438
Um dos ensaios que fiz (Tays Leal).
09022016-_MG_0872
Agente põe o foco onde quer!
13032016-_MG_1546
Adoro essa foto. Também faz parte de um projeto pessoal em andamento. Quem é e para onde vai o ciclista? Quem é de Itacoatiara consegue identificar onde a foto foi feita?

Uma boa foto é aquela que diz alguma coisa. Não me refiro aqui à fotografia comercial, essa sim é um produto a ser entregue e tem que atingir padrões de qualidade. Estou falando da minha fotografia, do meu olhar, do que quero mostrar. Eu quero registrar momentos livremente, sem estilo definido, momentos da natureza, momentos das pessoas, momentos do meu dia-a-dia, momentos do cotidiano, momentos gastronômicos, momentos de inspiração, etc. Adoro detalhes, gosto de chegar perto, gosto de muita luz… um pouco antes de “estourar”. Gosto de mostrar o que eu gosto e o que acho bonito/interessante. Gosto de fotografar emoções verdadeiras, e isso é super difícil e desafiador por que as pessoas tendem a posar na frente de uma câmera e sorrir de forma mecânica. Exige muita tentativa e erro e estou no meio do processo, mas é maravilhoso quando acontece.

E você, o que gosta de fotografar?

This post is about what I like to photograph and how I came to this point. Since I started shooting, I have been influenced for so many fantastic photographers and inspired to try all sort of techniques. This amount of information made me doubt about what kind of photographer I would like to be. So now I am aware that I’ve been a lifestyle photography enthusiast, I like to record moments like nature’s moments, people’s moments and others. I enjoy sharing what I think it’s beautiful or interesting and true. It’s not easy to show real feelings beacuse people act differently in front of the camera. It requires to try and fail during the process, but it is amazing when happens. So, how about you? What do you like to photograph?

6 comentários em “Sobre a minha fotografia

  1. Deu até vontade de ser fotógrafa depois desse depoimento e dessas fotos lindas. As fotos nos ajudam a eternizar momentos e pessoas. Queria ter podido eternizar mais as pessoas através das fotos. Quem sabe um dia né.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s